Além da Esthetica

Quando as coisas começam a se repetir é preciso ouvir pela primeira vez o que vem sendo dito naquilo que se repete.

A única coisa que mudou no tratamento que a cidade do Rio de Janeiro dispensa a suas favelas ao longo de 80 anos foi a lingua portuguesa, que aliá muda muy lentamente, mas ainda assim muda. O preconceito e ignorância estes parecem eternos.

Construidas contra todos os preceitos de hygiene, sem canalizações d’águas, sem esgostos, sem serviço de limpeza pública, sem ordem, com material heteróclito, as favelas constituem um perigo permanente de incêndio e infecções epidêmicas para todos os bairros através dos quaes se infiltram. A sua lepra suja a vizinhança das praias e os bairros mais graciosamente dotados pela natureza, despe o morro de se enfeite verdejante e corrói até as margens da mata de encosta das serras… [A sua destruição é importante] não só do ponto de vista da ordem social e da segurança, como sob o ponto de vista da hygiene geral da cidade, sem falar da esthetica (Abreu, 1987: 89, apud Plano Agache) “

O trecho é referente ao plano Agache que em 1930 buscava “resolver” os problemas das favelas no Rio de Janeiro.

Em Maria Fuks (“Relatos e Recursos Culturais: A disputa em torno das definições em torno de meio ambiente enquanto problema social no Rio de Janeiro”, 1997, p.173

Anúncios
Published in: on 14/08/2009 at 10:41  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://obarseular.wordpress.com/2009/08/14/alem-da-esthetica/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: